h1

criando uma “general overlayer”

fevereiro 13, 2008

Esses dois dias tenho apanhado bastante tentando criar uma “general overlayer” (Gostou do nome? Na verdade ela recebe várias outras denominações, pelo que pude perceber em pesquisas na internet, pois até então, pra mim, e pra uma porção de gente, ela era simplesmente “uma-tela-translúcida-que-sobrepõe-todo-o-conteúdo-de-uma-página-web”.

Apanhei pois queria muito realizar de uma forma que não precisasse fazer uso de JavaScript, ou melhor, queria utilizar somente CSS. Demorou, mas consegui e agora faço questão de expor minha experiência nessa luta ferrenha.

O esqueleto básico da página, é o mais simples possível, tanto que não vamos apresentá-lo aqui, afinal de contas é um arquivo html padrão, e no seu corpo uma DIVs, uma chamada “overlayer”.

Vamos ao que interessa, o CSS. Primeiramente, vamos definir as margens das tag body, no intuito de zerar os parâmetros de posicionamento dos objetos imediatamente descendentes dele. Assim:

body {
    margin:0;
    padding:0;
    height:100%;
};

Agora vamos definir as propriedades básicas da DIV:

#overlayer{
    position:fixed;
    top:0;
    left:0;
    width:100%;
    height:100%;
    background-color:#ff0000;
};

Esse código é suficiente para que o nosso objetivo seja atingido, “mas a vida é uma caixinha de surpresas” e como não poderia deixar de ser, não é o bastante para que o IE funcione da forma esperada.

Dessa forma temos que fazer alguns pequenos ajustes, substituímos o valor “fixed” da propriedade “position” por “absolute”, acrescentamos um css hack, assim:

#overlayer{
    position:absolute;
    ...
};
#overlayer[id]{
    position:fixed;
};

Agora só nos falta acrescentar o efeito alpha a DIV, dando a impressão de translucidez a mesma. Façamos com que ela fique 80% de opacidade, e como se pode ver tem tratamentos diversos para uma porção de navegadores disponíveis no mercado:

#overlayer{
    ...
    -moz-opacity:0.8;
    opacity:.80;
    filter:alpha(opacity=80);
};

É claro que não podemos esquecer de configurar a propriedade “z-index” para um valor qualquer que seja maior que o dos outros elementos a serem sobrepostos, pode ser ao em torno de 999, por exemplo.

Esse exemplo, foi testado em: Firefox 2.0.0.12, Opera 9.23, Flock 1.0.1, Internet Explorer 6.0 e 7.0, SeaMonkey 1.1.4, Safari 3 Public Beta.

Bom, é isso. Espero que isso seja útil pra alguém, tanto quanto foi pra mim.

Anúncios
h1

cabo eleitoral: por um bom motivo

dezembro 20, 2007

Caros leitores, não me agrada a idéia de servir de cabo eleitoral, mas como a situação é um pouco incomum, e o candidato parece ser digno do pleito, e o processo é bem simples, rápido e indolor, resolvi abrir uma exceção e entrar nessa luta.

Venho por meio dessas mal traçadas linhas, dizer… (tapas na cabeça) …caros, leitores, eu vos convido a votarem na frase do André Noel no concurso da 4Linux.

Pergunta

Onde mais o Linux deveria rodar?

Resposta

O Linux deveria rodar nos deputados e senadores. Assim o sistema de arquivos deles estaria menos sujeito à corrupção, as votações de projetos de leis importantes teria uma velocidade maior, com menos travamentos, e o uptime não seria apenas de terça a quinta, mas de sete dias por semana.

Vote aqui.

h1

usar a tecla windows para iniciar o menu aplicações no ubuntu linux

novembro 27, 2007

É sempre assim, os primeiros dias são vorazes de publicação, aí eu vou caindo de produtividade. Como desde o dia 25.11.2007 não posto algo, e esses dias tenho me entretido instalando o ubuntu 7.10 em minha máquina, surgiu uma dúvida incomoda, suscitada por minha mania de utilizar a tecla de atalho do windows – a winkey – e agravada pela curiosidade que esse poste despertou em mim, pois a não ser que eu esteja cego, não observei nada a respeito: como utilizar essa mesma tecla de atalho para disparar o menu aplicações do ubuntu linux?

Pois bem, procurei alguma coisa e só achei em inglês. Como não é uma tradução ipsi literi, não a inclui nessa secção, caso alguém se pergunte porque não o fiz. Mas vamos ao que interessa.

Pelo menu Sistema > Preferências > Atalhos de Teclado, você chegará a seguinte imagem:

Atalhos de Teclado

Procure pela categoria Desktop – lembre-se, estou utilizando a versão 7.10, na versão 7.04 essa categoria tinha o nome de Ambiente – e nela localize a Ação: Mostrar o menu do painel, e ao seu lado, na coluna Atalho, você verá que o campo se torna Novo atalho….

Nesse momento pressione a winkey, e você verá a inscrição Super L (que eu não faço a menor idéia do que significa, mas se alguém se habilitar, por gentileza, sane minha pobre ignorância).

Feche a caixa de diálogo, e pronto, sua winkey agora é uma ubukey (meio tosco e sem criatividade, mas foi o melhor que eu consegui pensar nesse momento).

Só falta agora agora você seguir os passos do tutorial do André Noel, e terá um teclado Ubuntu Linux por bem menos que a metade do preço que estão vendendo.

h1

voto eletrônico: ainda há uma esperança

novembro 25, 2007

Já tem uns dias que não paro para assistir um tele-jornal noturno, mas ontem foi um dia desses, muito raros, e para minha surpresa recebi um excelente notícia: O voto eletrônico pode mudar. Os deputados votam na quarta-feira, em uma subcomissão criada para tratar a questão, o projeto que prevê que o eleitor possa conferir seu voto tanto na urna eletrônica quanto no “canhoto” impresso que é depositado na urna. A verdade é que esse sistema já havia sido testado em 2002 no DF e em SE, momento em que o TSE desaprovou seu uso alegando atraso na votação. Veja bem, se essas mesmas críticas já não foram feitas outrora quando se pretendeu trocar a urna de lona pela urna eletrônica. Qual foi uma das soluções encontradas para o problema? Criação de mais sessões e zonas eleitorais, para criar uma espécie de paralelismo e distribuir a carga, é lógico. E mais, esse tempo é perfeitamente justificável, pois o que se quer atingir, ao fim e ao cabo, é a lisura do processo eleitoral, ou seja, essa contagem alternativa só seria realizada em caso de dúvida sobre o resultado de uma urna. Por isso mesmo é que os argumentos do secretário de Tecnologia da Informação – TSE, Sr. Giuseppe Janino, não se sustentam. Por que, então, tanto interesse em manter um sistema que é flagrantemente inseguro? Fica a indagação. Para maiores informações sobre os problemas da atual urna eletrônica confira aqui.

h1

favoritos da comunidade linux no brasil em 2007

novembro 24, 2007

Como já é tradição – ao que me parece, afinal é a primeira vez que eu participo – o sítio BR-Linux.org disponibilizou hoje cedo o formulário para escolha dos Favoritos da Comunidade Linux no Brasil em 2007, que, como a própria notícia deixa claro, esse ano trás, também, o formulário do Censo Anual da Comunidade Linux Brasileira. Vale a pena conferir e votar pois de lambuja você ainda concorre a uma série de brindes.

h1

o último biscoito do pacote

novembro 23, 2007

Não sou um defensor ferrenho e incondicional do Presidente Lula, mas se tem uma coisa que me causa uma profunda vontade de vomitar é ver seu sucessor bancar o último biscoito do pacote para cima daquele. Por essas que sou cada vez mais fã do jornalista Paulo Henrique Amorim.

h1

chuck norris contra linus torvalds

novembro 21, 2007

Você se lembra de Verdades sobre Chuck Norris, pois aqui você vai conhecer Verdades sobre Linus Torvalds!
Dê uma olhada nessa imagem, você vê alguma diferença, não vê?

  • Linus Torvalds uma vez encontrou uma falha de segmentação no universo;
  • Linus Torvalds poder executar um kill -9 e matar Chuck Norris;
  • Linus Torvalds não morre, ele simplesmente retorna zero;
  • Linus Torvalds começou escrevendo programas que tinham inteligência artificial;
  • Linus Torvalds pode dividir por zero;
  • Linus Torvalds executa Linuz no seu relógio de pulso e em sua torradeira;
  • Linus Torvalds não dorme. Ele “hackeia”;
  • Linus Torvalds navega na rede com nada além de um netcat;
  • Linus Torvalds pode jogar games 3D em sua própria cabeça pois pode interpretar código-fonte em tempo real;
  • Linus Torvalds criou “a pílula vermelha”.
  • Linus Torvalds não aprendeu na Universidade de Helsinki, a Universidade de Helsinki foi que aprendeu com Linus Torvalds;
  • Linus Torvalds uma vez desenvolveu uma linguagem de programaçõa tão boa que fez Python parecer cartão perfurado;
  • Linus Torvalds não precisa realizar boot;
  • Linus Torvalds é real, a menos que seja declarado Integer;
  • Linus Torvalds não aperta o botão do vaso sanitário. Ele apenas diz: “desinfete” (“make clean”);
  • Linus Torvalds não possui dependências;
  • Linus Torvalds da uma olhada em sua área de trabalho e sabe que sítios pornôs ele visitou. Nos últimos dez anos;
  • Linus Torvalds dorme com nunchakus;
  • Linus Torvalds pode enrriquecer simplesmente executando um chown em sua conta no banco. Ele não o faz porque não existe nenhum desafio nisso;
  • Não existem man pages para Linus Torvalds, apenas páginas dívinas (“god pages”); [Censurado]
  • Linus Torvalds pode fazer um laço (loop) infinito em cinco segundos… em sua cabeça;
  • Linus Torvalds deixou de usar óculos não porque fez cirurgia a laser nos olhos, mas porque ele finalmente conseguiu configurar seu xorg.conf direito;
  • Linus Torvalds pode usar um nível de acesso (nice level) menor que -20;
  • Linus Torvalds não precisa montar seus drives;
  • Linus Torvalds pode instalar Linux em um texugo morto (dead badger);
  • Linus Torvalds não precisa de backups. Ele faz o upload de seus arquivos e deixa o mundo criar sítios alternativos (mirrors) deles;
  • Linus Torvalds está dominando o mundo. Microsoft é só uma diversão tanto que ninguém no mundo desconfia da maneira “mansa” de programar do filandês;
  • Linus Torvalds já tem o Linux 3.0. Ele só o mantém para si mesmo para criar um suspense;
  • Linus Torvalds não projetou o Linux para executar sobre o 386. A Intel projetou o 386 para executar o Linux;
  • As pessoas oram para Jesus, mas Jesus ora para Linus Torvalds; [Censurado]
  • Linus não precisa se preocupar com as baboseiras de patente da Microsoft, ele simplesmente dá um ‘sudo mv /tmp/ms /dev/null’;
  • Linus Torvalds é mais poderoso que o superusuário (root);
  • Se você pudesse ler a mente de Linus Torvalds, você veria que sua consciência está inteiramente em binário;
  • Linus amedontrou A e B para tão longe, tanto que teve que criar C;
  • Linus tem somente duas teclas no seu teclado: ‘1’ e ‘0’;
  • O kernel de Linus nunca sofreu pânico (panics);
  • Linus não usa GCC, ele _escreve_ (_writes_) em binário.

título original: Fun: Chuck Norris vs. Linus Torvalds
fonte: http://www.linuxscrew.com/2007/10/28/fun-chuck-norris-vs-linus-torvalds/
data: 28 de outubro de 2007
traduzido em: 21 de novembro de 2007